quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Listas, Campanhas e Darth Vaders


Nas Centrales, existem 3 grandes associações que regulam os clubes todos da école. O BDE, que se encarrega da vida estudantil genericamente, o BDS, que cuida dos esportes, 
e o BDA, que organiza as atividades artísticas.

Todas as 3 entidades são eleitas e organizadas por alunos. Para serem eleitas, exitem campanhas eleitorais. E elas acontecem logo mais, depois das provas. Vou explicar um pouco qual a idéia das "listas"(ou "chapas", pra quem fala português).

sábado, 15 de dezembro de 2012

Apresentações à Meia-Noite


Mais um da série "como funciona a École", desta vez sobre algo que, pelo menos eu, 
tinha feito muito pouco no Brasil - uma única vez, pra ser exato.

"Exposés", ou apresentações. Pra nós, fazer um bom powerpoint é o de menos, visto que em geral a gente tem mais desenvoltura com computadores que os franceses, que passaram 2 anos no prepa só calculando inversas de matrizes 8x8 à mão.

O pior é falar em francês na frente de 15/40/200 pessoas. Os expectadores não fazem nenhuma diferença nesse momento. Na prova de francês eu falei na frente praticamente só dos brasileiros e dos chineses e ainda assim sai suando.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Insônia e Calor em pleno Inverno Europeu



E o fim do hiato se dá porque acordei 4h50 da manhã sem sono, com calor. Isso que tá fazendo 1ºC lá fora. Adoro o sistema de aquecimento que funciona de verdade!

O tema de hoje é a loucura que École anda ultimamente pra mim. Pra compensar um semestre inteiro de descanso, nessas últimas semanas eu não tenho nem dormido. Tá, não é pra tanto, mas eu tenho dormido bem menos que as 8h q eu gostaria. Tudo isso devido às toneladas de trabalho que a gente tem que entregar na última semana antes do natal.Pra explicar o que tanto eu tenho feito, um breve resumo de como é o sistema de aulas na École.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

A Epopéia da Toussaint - Luxemburgo


E depois de muito tempo em aulas cansativas e puxadas (não tanto na verdade, mas vale sempre fazer drama), as tão esperadas férias da Toussaint(Todos os Santos, ou Finados) chegaram, e fizemos uma deliciosa viagem pelo BENELUX. Que, aliás, eu tive que explicar pra todos os franceses da École que é Bélgica, Holanda e Luxemburgo.

Finalmente o post final e definitivo contando sobre como terminamos a viagem.

Aqui passamos só 1 dia. Na verdade, deu isso só porque perdemos o trem, era pra ser menos. Chegamos a tarde, corremos como nunca para ver a cidade, que é “multiestratificada”, por assim dizer. Ela é dividida em diversos planos, é engraçado andar por lá. Luxemburgo além disso é um cuzinho, acabou que a gente andou quase tudo!

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

A Epopéia da Toussaint - Amsterdã

E depois de muito tempo em aulas cansativas e puxadas (não tanto na verdade, mas vale sempre fazer drama), as tão esperadas férias da Toussaint(Todos os Santos, ou Finados) chegaram, e fizemos uma deliciosa viagem pelo BENELUX. Que, aliás, eu tive que explicar pra todos os franceses da École que é Bélgica, Holanda e Luxemburgo.


E finalmente Amsterdã. Tão esperada por todos nós, devido a diversos fatores os quais não cabe elencar aqui. Aqui passaríamos quatro dias, sendo que já havíamos decidido visitar pelo menos uma cidade vizinha próxima.

Foi, na minha opinião, a cidade menos bonita. Apesar dos canais darem um ar bem Europeu pro lugar, e as casas serem todas apertadinhas, o cheiro de maconha em todos os lugares não colabora muito. Aparentemente, como a cidade é vista como “liberal”, os turistas só vem fazer esbórnia e o lugar parece meio largado.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

A Epopéia da Toussaint - Batatas Belgas


E depois de muito tempo em aulas cansativas e puxadas (não tanto na verdade, mas vale sempre fazer drama), as tão esperadas férias da Toussaint(Todos os Santos, ou Finados) chegaram, e fizemos uma deliciosa viagem pelo BENELUX. Que, aliás, eu tive que explicar pra todos os franceses da École que é Bélgica, Holanda e Luxemburgo.

E aqui voltamos ao ponto no tempo onde havíamos interrompido a história da viagem, em Bruxelas.

No primeiro dia lá fizemos a parte do centro da cidade, passando pela bolsa, igrejas, a deslumbrante praça principal - maravilhosa, apesar de não termos visto os tapetes de begônias por já estar frio, pelo menino mijando (estátua mais sem graça da vida, é minúscula ainda por cima!) e pela menina mijando. Ô gosto pra ter como símbolo umas estátuas dessas!! Nesse dia, vi vários grupos de escoteiros passeando pela cidade, fiquei intrigado pra saber o que estava acontecendo, mas um pouco envergonhado, então acabei nem perguntando pra ninguém.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

A Epopéia da Toussaint - A partida

E depois de muito tempo em aulas cansativas e puxadas (não tanto na verdade, mas vale sempre fazer drama), as tão esperadas férias da Toussaint(Todos os Santos, ou Finados) chegaram, e fizemos uma deliciosa viagem pelo BENELUX. Que, aliás, eu tive que explicar pra todos os franceses da École que é Bélgica, Holanda e Luxemburgo.


Como alguns de nós tinham calendários diferentes, nos separamos em dois grupos: Patrícia, Rayanne e Flávio, que partiram na sexta, e eu, Aline e Paulo, saindo no sábado cedo.

O primeiro grupo passou a noite em Lille, na Centrales, onde já encontraram os lillois que iriam conosco, o Luiz Gustavo e o Felipe. O meu grupo se juntaria ao deles no sábado à tarde, em Bruges, na Bélgica.



Após uma viagem um pouco conturbada, perdendo um trem em Paris ( contagem de perdas por transporte perdido 17 euros ), correndo na chuva entre as duas estações de trem de Lille, e ainda mais uma conexão corrida em Bruxelas, chegamos em Bruges, uma pequena cidade da Bélgica.

A cidade é muito bonita, toda pequenininha. 

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Intercentrales

E este fim de semana aconteceu o tão esperado Intercentrales. Na sexta-feira, das 19h às 2h de sábado, estavam chegando ônibus das mais distantes Écoles. Os últimos a chegar foram Marselha, com incríveis 13h de viagem de ônibus. Apesar de estar morto do "Tonus Échec" da noite anterior, acabei ficando acordado até as 2h da manhã, mas não na concentração, que, por sinal, era só as fanfarras tocando. 

Nesse dia eu e a Aline, que tínhamos pego emprestado o forninho da Pati pra fazer pizza pro MIAM do nosso grupo (uma festa estilo americano, em que cada um traz um prato ou bebida), decidimos aproveitar mais o forno e fazer panquecas (que viraram crepes no fim). Eu resolvi chamar o Chello, porque já estava querendo falar com ele desde o começo da semana, e não tava rolando até então. Depois de um longo jantar ( começamos pelas 20h e fomos parar de vez só as 23h30 ), fomos buscar uma amiga dele que tinha chegado de Paris, a Carol. Daí fomos conhecer a casa dele, que é do lado do Rafa Conte e da Júlia. Após muito papo, eu e a Aline resolvemos voltar, pra poder ver os jogos de manhã no dia seguinte. 


sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Crônicas de Nantes - Jogo de Tronos


No Domingo, após 2 échec ( o termo francês pra "fail") de falar com o Bernardo pra tocar o piano de cauda da casa dele, como eu já estava no centro, resolvi ir no Chateau des Ducs de Bretagne.
Chegando lá, descobri que a entrada do museu era de graça naquele dia. Então, mesmo não gostando muito de museus, acabei entrando pra ver qual era a idéia.

Chegando lá, me apaixonei! Eu, que não gosto de perder nem meio minuto em museus, fiquei encantado com o quão dinâmico e tecnológico o museu é. Além de ter, claro, várias peças antigas, relíquias e todas as quinquilharias típicas de museu, havia salas com exibições de vídeos contando a história da Duquesa, do Castelo, da construção da cidade, e até depoimentos de pessoas que estavam na cidade durante os bombardeios da 2ª Guerra Mundial. 

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Crônicas de Nantes - Gelo, Vidros e um bolo à Meia-Noite


Após a OcktoberFest a vida começou a ficar um pouco mais pesada aqui na École. Além disso, devido à compra antecipada da viagem da Toussaint, acabou que a grana da galera por aqui anda meio calculada.
Mas nenhum destes fatores chega ao ponto de não dar pra se divertir, fique bem claro.


Digamos que diminuímos a quantidade e o custo dos rolês, até conseguirmos controlar o dinheiro (e/ou cair a próxima mensalidade da bolsa, claro). Mas vamos ao que importa, afinal, nem a gente consegue lembrar dos problemas quando percebe onde a está. Vamos para o resumo do fim de semana!




sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Ocktober 3 - Ung Cervejovski an OcktoberFesten

"Para a realização desta sequência de posts, foram necessários mais de 1.000.000 de litros de cerveja, cinco mil litros de chuva, mais de 800 km de estrada e pouco menos de 10m² pra dormir. Foi-se contabilizado o trabalho de 1 aluno de intercâmbio como guia, 2 motoristas, 2 co-pilotos, 53 escravos tahitianos e um peixinho dourado."


Chegamos já à noite em Munique, e fomos ver se rolava pegar uma vaga num camping pra dormir no carro. No caminho, vimos uma região em que o céu estava todo vermelho, eu já me perguntava o que estava acontecendo, até que trombamos com a Allianz-Arena, um estádio gigantesco cuja iluminação conseguia turvar o céu a sua volta com facilidade. Chegando ao camping, encontramos o Luiz e o Bruno, da Centrale Lille, e já fomos sentindo a ambientação da Ocktober: muita gente e cerveja! Ao receber o NAO patente da moça da recepção, resolvemos abandonar a idéia de ir pra festa à noite e resolvemos conhecer a cidade.
Outra cidade muito bonita, com uma arquitetura completamente diferente da francesa. Munique é uma cidade com muitos relógios, tem uma praça que tem além de um astronômico com partes móveis de formato humano (meio pica-pau até), outros 3 em volta.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Ocktober 2 - Schloss Neuschwanstein


"Para a realização desta sequência de posts, foram necessários mais de 1.000.000 de litros de cerveja, cinco mil litros de chuva, mais de 800 km de estrada e pouco menos de 10m² pra dormir. Foi-se contabilizado o trabalho de 1 aluno de intercâmbio como guia, 2 motoristas, 2 co-pilotos, 53 escravos tahitianos e um peixinho dourado."

Füssen ficava num longínquo vale, cercado por duas grandes colinas. Estas por sua vez, eram cobertas de pinheiros, sobre os quais pesavam densas e gélidas brumas. Àqueles que ousam se aproximar apesar da chuva que assolava o local, a floresta guardava seus resquícios de vida fria e úmida. Para alcançar a entrada da cidade, é preciso passar sobre um lago de água profunda e tão verde que  não aparenta ser líquida, mas sim alguma espécie de visco espesso e gelatinoso. Da ponte que atravessa o lago, pode-se ver um majestoso castelo medieval, num amarelo sério e imponente. Continuando sobre a ponte, percebe-se que há ainda outra construção, da qual a neblina revela tão somente a silhueta acinzentada e elevada. 

Ocktober 1 - Strasbourg e Autoban

"Para a realização desta sequência de posts, foram necessários mais de 1.000.000 de litros de cerveja, cinco mil litros de chuva, mais de 800 km de estrada e pouco menos de 10m² pra dormir. Foi-se contabilizado o trabalho de 1 aluno de intercâmbio como guia, 2 motoristas, 2 co-pilotos, 53 escravos tahitianos e um peixinho dourado."

Esse fim de semana fomos pra Ocktoberfest. Em Munique, Alemanha. Como não somos bestas, fomos cotar preço de viagem em todos os meios de transporte existentes, fosse avião, trem ou qualquer outro, nos mais diferentes trajetos disponíveis, pra chegar com o mínimo de gasto. Descobrimos que o melhor jeito era fazer um trecho de avião, até Strasbourg, e de lá dar um jeito. Uma parte de nós foi de trem na sexta e a outra nos alcançaria sábado cedo de avião.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Pré-OcktoberFest - A Semana Anterior

Post rápido só pra não passar em branco as coisas diferentes que fiz na semana passada ( 25-28 de Setembro). Como estou aqui pra fazer as coisas mais diferentes o possível, resolvi tentar uma aula de esgrima na terça passada, e fomos patinar na quinta.

A esgrima foi engraçado, eu jamais imaginaria que se utiliza de fios elétricos e afins pra pindurar os esgrimistas, e é bem divertido acertar os outros com uma espada. Só dá um pouco de dor muscular porque a gente faz muito esforço na perna mais destra.

Na patinação, diversão demais!! Eu só não consegui aprender a parar, mas corri bastante e me diverti muito fingindo que ia derrubar o Chello e a Patrícia. Rolaram várias fotos, entre nós e até com uns tapetes que estavam por ali atrapalhando. Aliás, ô povinho que curte fazer de tudo pra atrapalhar o rolê alheio! Não basta estarem ali, tinham que vir incomodar os outros. Começo a entender porque os franceses se incomodam tanto com a presença deles no país.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Appartathlon

Quinta, o tão esperado dia do "Appartatlhon". Como foi o ápice da semana, este evento esportivo de grande porte merece mais texto. Vamos para uma breve introdução.

"Prova à qual somente os mais fortes sobrevivem, desafio no qual poucos ousam chegar ao final. Trata-se de uma maratona passando pelos apartamentos dos veteranos que moram no centro, passando pelo maior número possível de colocações (é como eles chamam aqui os apês divididos). Até aí pareceria fácil, se em cada uma eles não quisessem te encher de álcool! É um dia no qual é possível ficar beeem bêbado sem gastar um único centime!"

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Soirée Multi-Échec

Cá estou eu, à escrever um post depois da meia-noite, sendo que tenho aula amanhã. E ainda estou hiperativo, apesar do cansaço do dia apertado!

Ontem fomos no parquinho montado aqui na cidade, tem uns brinquedos beeeem radicais. Como era caro eu fui em 1 só, já que depois fomos no cinema ver um filme que nem valeu a pena, de tão bizarro. Nada fazia sentido, aconteciam umas coisas totalmente aleatórias. Enfim, continuando...

Hoje foi a Soirée Multiculturelle da integração. Como eu já devo ter dito (ou não, sei lá) existe aqui um clube dos brasileiros, o Brazuka, que dá cursos de português - e os professores somos nós, imaginem o desastre - e faz algumas festas. Dessa vez nossa tarefa era fazer o prato principal e uma apresentação.

sábado, 15 de setembro de 2012

École Centrale - Semana 2

Outra semana muito agitada aqui em Nantes. Como esperado, ainda muita farra e nada de aulas. Tá, na verdade  já teve aulas, mas eu matei a maioria. Só prestei atenção mesmo na aula de exercícios e em duas palestras muito boas sobre física da matéria, o resto matei ou foi inútil. 

Vamos começar do começo então: segunda já tivemos aulas, e eu fui. Nada muito bom não. À noite fomos no bar marbarato do centro, o Vestiaire. Logo serei freguês preferencial, certeza. Terça-feira rolou um evento bem legal.  Funcionou assim: cada um trouxe um prato ou uma bebida e cada andar se juntou pra fazer uma refeição no corredor. No nosso andar a gente pegou uma porta (da minha casa, por sinal) e apoio em 2 cadeiras pra fazer uma mesa. Eu fiz macarrão (má váa!), como um bom universitário. Como temos uma chinesa no andar, tivemos arroz, e já que a coloc dela é indiana, rolou até um feijão, só que ULTRA apimentado. 

Depois desse "Répas d'Étage", como era chamado, rolou um "Tonus", ou, festa da École, se preferir. Não era open, era um pouco longe mesmo da parada do tram, mas ainda assim foi muito bom. Rolou até busão pra voltar, momento UNICAMP por aqui. Mas massa mesmo foi a ida, 150 pessoas no mesmo tram cantando musiquinhas pervertidas e fazendo graça. Muito bom, não dava pra ter perdido esse evento não.

Dia seguinte aula às 8h obviamente matada, comecei na das 10h. A noite rolaria um jantar com o meu parrain, mas ele mandou uma mensagem falando pra fazer outro dia. Tanto quanto melhor, eu precisava mesmo descansar pro que viria na quinta. Isso vai ficar em off até o próximo post.

Sexta eu acordei no centro ( sem spoiler, só na terça! ), e fomos fazer compras na Decatlhon. No fim não comprei nada, e tive que comprar comidas infinitas hoje. Daqui eu não sei pra onde vou, se eu descobrir eu conto. Ou não, como sempre.

domingo, 9 de setembro de 2012

WEI so Serious?

Primeiro post insône. Aliás, primeira vez que fico nessa situação acho. Mas vamos ao que importa, contar sobre o récem-terminado WEI. Vou começar explicando o que é: Week-End d'Integration. É um costume na França fazer, logo no começo das aulas das Universidades, um fim de semana na praia ou no campo, com a turma inteira. No meu caso, eram cerca de 300 pessoas indo em 10 busões pruma praia na sexta, e depois prum camping.

Não vou mentir dizendo que ninguém bebeu, mas pra ser sincero, não necessariamente a galera precisava estar bêbada pra fazer besteira. Aliás, eu que achava que no Brasil era tenso, tive uma surpresa e tanto. Pra começar, ficar pelado é uma coisa normal, e não só os caras fazem, como fica todo mundo batendo palma e cantando pedindo pro cara tirar a roupa TODOS SÓBRIOS, fique registrado. Eu tenho certeza que se fosse no Brasil metade da École tinha sido presa por atentado violento ao pudor, alguns várias vezes. 

Atenção para os púdicos, o texto a seguir pode conter insultos e palavras de baixo calão.

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Crônicas de Nantes - Corrida Maluca

E o blog tirou férias, enquanto eu estava na maior loucura até agora.
Além de ter ficado sem internet por duas longas semanas, eu estava estou na maior correria aqui por Nantes. Vou pular por hora minha viagem pela Côte d'Azur, pra fazer com tempo e tentar lembrar de tudo.

Hoje o post é sobre a minha chegada de vez em Nantes. Tem sido uma loucura! Não parei um minuto até agora, e só estou postando enquanto espero dar a hora do Barbecue do BDE. O tempo tá curto, então vou fazer só uma lista, e depois eu preencho todas as entradas com um texto mais elaborado. Talvez eu até separe em mais posts, tem MUITA coisa.

1) Reencontrando o Maurício e conhecendo a Júlia e a Aline, e alguns EI2
2) Primeira Soirée Francesa - Chez Stephanie na Place Royale
3) Chegada do Paulo
4) Rentrée da galera de Vichy
5) Pegando as chaves - Enfim na casa pópria! Só que não porque demorou mais 3 dias pra eu dormir em casa
6) Compras no Ikea e uma Japa muito doida
- Interlúdio : Churrasco de Frances
7) Soirée Francesa e o Alouette
8) Churrasco Brasileiro
9) Primeira ( e única até agora ) aula
10) Churrasco Frances 2

  

sábado, 18 de agosto de 2012

Crônicas de Nantes - A Primeira Vista

Essa semana eu aproveitei o feriado na quarta pra levar minha bolsa de 30kg sem rodinhas pra Nantes. Pra não perder a viagem, chamei o Júlio (Poli/Toulon), Lucas  (Poli/Toulon)  e o Dello (UNICAMP/ Centrale Paris) pra matarem as aulas de 5ª e 6ª e conhecer a cidade.

Pra pegar as viagens mais baratas existentes, fomos e voltamos em trens que saíam as 06h25 das cidades. Cedo, mas bem barato. Ideal.
Então, como a gente gosta de aventura, resolvemos dormir na Gare pra esperar o TGV. O verdadeiro motivo é que achávamos que, por ser feriado, os horários dos metrôs seriam iguais aos de domingo, e seria impossível chegar a tempo na Gare com o metro de manhã. O Júlio resolveu tentar a sorte e, infelizmente, estava certo. Dormimos na Gare 100% à toa. Após algumas boas horas do lado de fora - ainda por cima, a gare fecha, ficamos pra fora até as 4h30. Ainda bem que estamos na Europa e isso não foi um grande problema. Só os ratos, foi bem engraçado perceber o quão suja pode ser uma cidade rica.

Atenção para um post ultra-longo!! 

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

1, 2, 3 e "Vichy"!

É, já faz uma semana que não escrevo nada, nada. Bora arrumar isso!

Durante a semana nada de muito diferente fora a gente ter começado a correr na borda do Rhône - SENSACIONAL. É um lugar muito bonito, e é muito utilizado pelos moradores de Lyon. A tarde tem gente em todos os pedaços de grama que tem por ali, e muita gente de bicicleta, caminhando...

No fim de semana eu fiquei passeando por Lyon com o pessoal de Vichy ( a Pati Nallin, o Luiz Gustavo, João Nietto e dois que eu não conhecia do Brasil - uma outra Patrícia e o Bruno Lenz ). Eles chegaram no sábado de manhã, as 9h10. Mas antes de contar como tudo se passou, uma pequena digressão.

sábado, 4 de agosto de 2012

Tête d'Or e Cidade Medieval

Não sei se estou esquecendo alguma coisa, mas vamos às próximas atualizações. Hoje tem muitas fotos!

Da quinta em diante eu tenho andado além do Dello com dois politrecos caras da poli (Júlio e Lucas), da engenharia naval, e a Gabi, da enfermagem no Rio.  Na sexta pela primeira vez eu comi a comida típica árabe, já que tem tantos por aqui. Antes da aula, já admitindo que chegaríamos atrasados, pegamos um Kebab e fomos. O cara ficou tão irritado com a gente falando sem parar em português que deu um chá bem quente pra calar a nossa boca!

Depois disso fomos pra aula e, assim que acabou, fomos pro parque Tête d'Or, que é proximo da escola. É um parque ENORME, não deu pra visitar tudo. Ele tem zoológico, lago, um gramado imenso, e várias coisas que eu não vi. Então, acabou que vamos voltar lá amanhã.




quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Visite Guidée

Ontem não foi tão aventuresco quanto segunda. Fizemos uma visita guiada pelo centro novo de Lyon, com direito a uma professora dizendo a idade dos prédios. Era uma velhinha bem gente boa, que falava num francês bem fácil d entender. Ela nos mostrou vários prédios do século 18/19, todos muito grandes.


Eu já tinha visto uma parte do centro, mas ela deu muitos detalhes históricos legais. A primeira é que a cidade era muito rica e gostava de bancar uma estética bem luxuosa. Dou algumas razões: 
1) Todas as construções importantes são MUITO grandes, e cheias de detalhes.
2) A prefeitura daqui foi projetada pelo arquiteto de Versalhes, UM LUXO!! haha
3) Na praça da prefeitura tem uma estátua que foi trazida de Bordeaux, feita pelo mesmo cara que fez a Estátua da Liberdade nos EUA.

terça-feira, 31 de julho de 2012

Uma noite sem Câmera


Agora um pouco da minha primeira noitada noite na grande Lyon!

Como eu disse, fomos jantar no centro antigo.

Esse tal centro antigo é cheio daquelas vielas bem pequenas, com predinhos residenciais e vários restaurantes com mesas na rua. É um lugar bem "europeu", com arquitetura renascentista. A gente demorou bastante pra escolher um lugar pra comer, em parte porque eu olhava mais pras casas e edificações do que pros menus dos restaurantes. Após uma boa horinha passeando, escolhemos um Bouchon (restaurante típico de Lyon).


Finalmente minha primeira refeição "à Francesa"! 

Um dia sem Câmera

E ontem foi meu primeiro dia de verdade em Lyon. Acordei as 6h30 p tomar café e chegar a tempo na escola pro teste de nivelamento ( que era às 8h ). Lá fui eu, peguei metrô, andei um pouco e lá estou, no meio de mais uns 30 estrangeiros.  Na sala da escola tinha mais 3 brasileiros da UFF, mas eles estavam em outra mesa e acabei mal falando com eles.[3]


Após um tempão desconcertado e meio perdido, encontro o Dello, e finalmente fico um pouco mais sossegado. Cara, como é bom encontrar os brasileiros por aqui! Tanto eu como ele fomos mandados pra turmas com aulas a tarde, a partir das 13h30 ou 14h30 dependendo do dia. Como não eram nem 10h, tínhamos q esperar até a tarde. Enquanto decidíamos o que fazer, encontramos o outro Brafitec que está fazendo o curso lá no Lyon Bleu, o Coquinho.[5]


domingo, 29 de julho de 2012

Perdido em Paris 2


E eu ainda perdido em Paris:

Tendo encontrado um hotel, subi pro quarto, deixei a mala e fui comprar minha passagem de trem. Dessa vez eu encontrei o lado certo da Gare, e foi um pouco mais fácil achar os guichês desse jeito. Já procurei também as plataformas de trem, pra não ter surpresas no dia seguinte. Voltei pro hotel e fui atrás de Wi-Fi pra falar com os meus pais. O roteador estava quebrado, mas uma senhora me apontou um cyber-café bem perto dalí. Pena que fechava em 10 min, então só deu pra escrever uma mensagem bem curta pros meus pais naquele tecladinho sofrível que eles usam aqui na frança. Demorei bem uns 5 minutos só pra conseguir entrar no facebook. Fora o teclado diferente ele ainda não queria aceitar q eu estava na França e ficou pedindo pra eu confirmar o rosto dos meus contatos. 

Depois disso comprei um suco de laranja e fui tomar um banho. Detalhe para a marcação do relógio: fechamento do cyber-café = 20h. Bastante cedo, e o dia ainda estava muito claro. 
Umas 21h eu desci e resolvi perguntar pro dono do hotel se ainda dava tempo de ver a Torre. Qual não foi minha surpresa quando ele disse que eu estava um pouco adiantado e estava cedo pra pegar o pôr-do-sol!!
Meio que quase não acreditando, pedi pra ele me explicar um caminho e "voilá", ele me imprimiu o trajeto do google maps, uma puta ajuda. Dessa vez eu já não me perdi muito - é quase impossível, pelo número de turistas fazendo o mesmo trajeto. se você seguir o fluxo você acaba na torre rs - e cheguei lá a tempo de ver o pôr-do-sol!! (atenção para a minha super-montagem de paint)



Pelo que eu vi por lá, não fui o único a ter essa idéia, estava muito cheio o lugar . Mas não é à toa. Além de a torre ser incrível, vê-la se iluminando é realmente inesquecível. E pensar que eu quase deixei de ir até lá!!  Como eu realmente tinha chegado um pouco cedo, dei uma volta pelo parque, e tinha um músico de rua tocando "Garota de Ipanema"!
Além dos músicos, o número de ambulantes é perturbador, e alguns deles são bem incisivos. Tinha vários vendendo vinho/champagne, achei bem interessante.

Assim que anoiteceu - diga-se de passagem que passava das 23h - eu voltei ( e o medo de não me achar depois ) e fui procurar algum lugar pra comer perto do hotel. Os restaurantes franceses pareciam estar fechados, então eu comi numa barraquinha de um turco. O lanche estava bem gostoso, e foi engraçado comer ouvindo aquelas músicas BEEEM estereotípicas.

Hoje cedo ( bem cedo, eu acordei as 6h30 daqui, foi muito estranho ) eu dei uma volta a pé pra ver o lugar, voltei pro hotel, peguei minhas coisas e fui pra Gare pegar o trem. A viagem foi muito gostosa, e eu notei que aqui eles tem muitas plantações de uns cilindros bem estranhos. Se alguém souber o que é me explica, por que eu não entendi foi nada.




E taí meu dia em Paris que mais parece uma semana!

Perdido em Paris

Continuando minha saga:

Após todo aquele momento instrospectivo de "FODEO NGM AQUI FALA MINHA LINGUA E EU NAO TENHO AMIGOS", eu fui procurar um ônibus pra ir pro centro de Paris. Foi bem fácil, tem muitos caras oferecendo táxi (em português/espanhol, algo assim) e eles foram apontando o ponto do ônibus. Passagem comprada, entrei no ônibus e entreguei a passagem ao motorista. Pena que ele tenha recusado e mandado eu colocar numa maquininha que só "mordia" ( ou, como é o nome certo, compostava ) e devolvia o bilhete. No ônibus tinha uma família de brasileiros bastante gente fina que estava vindo passear e encontrar a filha que estava morando na alemanha (salvo engano meu, CLARO). Ajudou um pouco a quebrar minha tensão por um tempo.

Mas saindo do busão a tensão voltou em triplo. Eu já estava em Paris, mas até então sem lugar pra ficar e sem passagem pra chegar em Lyon. Eu tinha endereço de 2 hotéis próximos de onde eu estava, mas não achei nenhum deles. Indo procurar o primeiro, parei quando notei que dei a volta no mesmo quarteirão 3 vezes - achando que estava indo pra outro lugar - eu parei pra perguntar. Quando eu acabei de novo no mesmo lugar eu decidi ir atrás do outro, e achei. Só que ele estava fechado!! Do lado tinha um outro, mas o quarto estava muito caro pro meu momento universitário.

Com cara e coragem  mala e cuia eu entrei num metrô e fui procurar a Gare de Lyon, de onde eu sairia no dia seguinte. Claro que eu não achei de primeira o caminho. Errei umas 2 vezes a direção, desci uma vez na conexão errada... Tudo com os singelos 30kg de mala, CLARO. Depois de tudo isso eu ainda me perdi DENTRO DA GARE, não achava a saída por nada no mundo. A Gare é muito grande, e é bem bonita também.



Enfim, lá eu estava com o endereço de mais 2 lugares, um hostel e um hotel. Não usei nenhum dos dois. Após dar uma volta na Gare - óbvio que eu consegui sair pelo lado errado - eu vi uma placa de hotel e fui sequíssimo até lá. Preço amigável, com café-da-manhã incluso, entrei rapidinho antes que viesse outro pegar o quarto. Foi uma ótimo escolha, os donos eram gentis e ultra-preocupados.

Acho q foi mais ou menos nesse momento que a minha mala começou a quebrar. Não sei bem ao certo, mas quando saí do hotel hoje cedo a mala tinha rodinhas a menos. Chegando a Lyon já não tinha nenhuma.

Não é mais que um Até Logo

E há 2 dias eu estava no aeroporto internacional de Guarulhos entrando num avião, com os olhos ainda inchados da despedida do Brasil.
Eu achei que seria bem pior, na verdade, mas a surpresa do Pessoal Dahorinha deixou tudo muito mais fácil.  Já explico: enquanto eu estava achando na minha cabecinha limitada que iríamos a SP só eu, meus pais e minha irmã, estava tudo planejado para irmos com meus amigos numa van, vejam só!
Foi um grande baque, e a surpresa me deixou muito feliz. A viagem foi muito longa ( pareceu que a gente demorou umas 3h ), mas a presença deles deixou tudo um pouco mais leve, descontraído. 
Lá no aeroporto, aquela bagunça. Imaginem só, eu com um "comitê" de despedida!!






Esse apoio todo deixou tudo muito mais fácil, acreditem.


Ainda assim, na hora de ir embora não deu pra segurar. Entrar numa sala sabendo que você vai ficar 2 anos fora antes de voltar é muito doloroso. Por mais que seja, com certeza, uma oportunidade única, uma chance incrível e blábláblá, são 2 anos longe de casa, de tudo o que eu conheço.
Em cada momento a ficha que já tinha caído vai se afundando no chão, perfurando um pouco o piso. Chegar no aeroporto em Paris e ouvir tudo e todos só em francês e inglês me assustou  bastante. Mesmo entendendo o francês, isso não muda o fato de que se eu pirar não tem ninguém pra eu falar português.


Vou dividir o post, porque ainda tem muita história até eu chegar em Lyon, de onde eu tô escrevendo.

domingo, 22 de julho de 2012

O que fazer num Domingo à Noite

A menos de uma semana da viagem pra França. 
Parece que a ficha finalmente caiu, e já estou pirando. Durmo cada vez menos, já não consigo mais ficar na cama direito, e acordo todo dolorido.

Só falta fechar a mala e pegar o avião. Despedidas concluídas, apesar de ainda ter muita cerveja e  duas tequilas na geladeira de casa. Em casa, no sábado, foi uma calmaria, acabou que não bebemos quase nada. E eu também nem fiquei mal, já que tinha gastado toda a deprê no dia anterior, na pré-vigília com o escoteiro. 

Lá sim, foi uma tensão que não acabava mais. Despedir do Clã assim, antes dos 21, sabendo que quando voltar já serei chefe, foi bem estranho. Eu não conseguia olhar pra fogueira sem ter mil flashbacks de acampamentos, e o Hildo e a Gabi me lembrando histórias - de desde quando eu entrei no movimento escoteiro- ajudaram bastante a ficar emocionado. Eu segurei legal até a Denise começar, daí não deu mais. 

E agora eu já corto pra cena em que eu estou aqui, na frente do PC, fazendo este post enquanto passa alguma reportagem inútil no Fantástico. Meus pais estavam me perguntando o que eu vou fazer lá nos domingos. 

É estranho pensar que eu também não sei.

sábado, 14 de julho de 2012

A linda da minha prima Giulia teve a idéia de fazer isso durante o aniversário da minha irmã, já que ela me viu repetindo essas informações 32.879.204 vezes. Eu resolvi fazer mesmo, acho que vou até imprimir pra levar na carteira d hoje em diante.





Incursões Intra-estaduais

E como não podia deixar de ser, continua a temporada de despedidas. Essa semana foi a vez dos parentes do interior. Após 4 horas de estrada, foram 2 dias entre tios e avós. E nessa encontrei até mesmo minhas priminhas  primas de São Paulo, que estão de férias e foram pra lá. Continua muito estranho ficar ouvindo "acho que é a última vez que te vejo antes da viagem", apesar do número de vezes que já ouvi isso.

 Enfim... Como a cidade é bem pequena, a programação em geral era ficar conversando, e eu acabei conseguindo até correr um pouco. E descobri que estou mega-enferrujado, dava 15 minutos e já tava respirando fundo, uma tristeza.

Na sexta-feira, já em casa, comecei finalmente a arrumar as malas. Foi uma loucura, minha mãe quis se intrometer e já queria fechar a mala e me mandar embora, acabou com os dois um estressado com o outro. Mas passou, e eu fui com meu pai comprar as passagens pra eles irem me visitar no fim do ano. Agora é fato consumado, vou viajar pela Itália com minha família no fim do ano.

Hoje rolou a despedida do Capitão, lá em Campinas. O tempo colaborou muito, foi um dia incrível. Eu até joguei futebol, surpreendendo a todos. Eu não podia deixar o Vini pagar esse mico sozinho, então entrei na roda. 
Lá mesmo, eu encontrei a galera que conseguiu resultado do Ciência Sem Fronteiras essa semana, consegui parabenizar a todos pessoalmente. Eu estava tão feliz por eles que acabei quase esquecendo a parte em que todos vamos embora por um ou dois anos, foi bem estranho. Eu digo "quase" por que vez por outra eu olhava pra todos e pensava no quanto eu vou sentir falta disso.

domingo, 8 de julho de 2012

Itu City - ou quase

E após as tão temidas despedidas, voltei para Itu. E quando eu pensava que ia conseguir sentar e arrumar tudo, me vejo arrumando malas pra ir pra São Paulo buscar o visto.
Voltando pra casa, aniversário da minha irmã no fim de semana.
Hoje, sentado escrevendo isso, não estou ainda mais calmo, essa semana vou pro interior fazer mais visitas. 


E assim, correndo atrás disso aqui, e daquilo acolá, acabou que ainda não tive tempo pra arrumar nada, e não terei tão cedo.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Ontem e Hoje

Por mais que eu quisesse que acabasse, agora que o fim do semestre se aproxima eu quero é que o tempo volte pra trás. Ou que essa semana passe bem devagarinho.  A cada dia que passa venho sentindo mais o peso da falta da UNICAMP. Quase todo dia eu tenho que me segurar pra não chorar com a Pri. Ela é a que mais faz transparecer em mim assim forte a saudade que vai ficar, pela proximidade que a gente criou nesses dois anos e meio. Eu tenho segurado a barra pois ainda tem muita coisa pra rolar nesses próximos dias.

sábado, 23 de junho de 2012

10pedidas em Geral

Fim de semestre apertando, todos correndo pra lá e pra cá...
E muitas, mas MUITAS despedidas MESMO. Infelizmente eu não posso ir em todas (aliás, to super em falta com a galera das Centrales, por ter acabado ficando em casa na despedida da Pati e do João). Mas são certas escolhas que eu teimo em fazer pra ficar mais tempo em casa com os meus pais, que já estão pirando totalmente com a minha partida. Por mais que ainda tenha um mês e tanto, eles já tem deixado transparecer a saudade por antecipação que vão sentir. Cada vez é mais difícil sair de casa no domingo pra voltar pra Campinas.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Distorções Temporais

Depois de quase um mês sem parada por causa de provas e afins, finalmente a EE010 teve um tempo pra pensar. Mas como não gostamos muito disso, logo demos um jeito de curtir esse tempo livre. O ramo do IEEE da Universidade organizou uma viagem pra Itaipu, e lá fomos nós. 
Éramos 40, e foi tanta curtição que quase fomos expulsos do hostel em que ficamos. E olha que o lugar não tinha lá muito nível não...

domingo, 13 de maio de 2012

Tudo Pago

Conforme eu tinha dito, os futuros Centraliens foram chamados para um Happy Hour com a Bain & Co. Antes que eu me esqueça, vamos relembrar o título: TUDO PAGO, até o transporte.
Bem, lá fomos nós, todos arrumados e devidamente engomadinhos. Parecíamos um bando de estagiários, ou a galera do quarto ano que começa a procurar trabalho.


quinta-feira, 3 de maio de 2012

Oferta e Procura

Quando fui escolhido para o DD, já sabia que seríamos bem diferenciados no mercado, bem vistos, procurados pelas empresas. Mas eu juro que esperava isso só quando voltássemos. Eu digo isso pois, há umas duas semanas, eu e a Patty recebemos o contato de um cara da Bain & Co pedindo os e-mails de toda a galera pra um happy hour no qual eles pretendiam falar sobre a empresa, o que eles fazem, e sobre o próprio DD. Eu achei bem legal esse contato, e fiquei super interessado depois que eles falaram que a equipe inteira deles é formada por DDs, seja de engenharia, administração, e o cara que mandou o e-mail disse que tinha até um veterinário.


segunda-feira, 30 de abril de 2012

Encontros e Despedidas

Sol, praia e muita cerveja!
Foi tudo isso o que não rolou no meu feriado. Não que tenha sido ruim, pelo contrário, foi sensacional ir pro interior e rever um pedaço ENORME da família. Como eu gosto de  frio, não foi isso que atrapalhou também. Nem mesmo eu estar constipado e evitando coisas geladas e afins.

CUIDADO: daqui em diante conteúdo com alto apelo emocional - como diria um cara da Reps, "BICHA"

sábado, 21 de abril de 2012

On fait de la Musique

Sem muitas novidades do intercâmbio ultimamente...
Essa semana os Centraliens vamos nos reunir pra entregar as Certidões de Nascimento pra fazer a Tradução Juramentada, que temos que levar pra poder fazer mais burocracia lá na França. Também vamos marcar de ir tirar a Carteira Internacional de Vacinação, e quem não tomou ainda as vacinas de Sarampo e Febre Amarela vai pro posto de saúde dar um jeito nisso.

Mas de legal mesmo o que eu fiz foi tirar umas músicas "francesas" no piano, só pra não passar vergonha por lá! Eu foquei bastante  só tirei músicas da quebecóise Coeur de Pirate. Ela é sensacional, além de ser muito bonita toca piano perfeitamente. Não sei como eu tinha ficado até hoje sem tirar nenhuma música dela, são muito boas, tirei 4 entre ontem e hoje!

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Aceites, encaminhamentos e outros papéis

Conforme eu tinha dito no post anterior, agora é tempo de correr atrás da papelada da bolsa. Os 3 bolsistas Brafitec das Centrales ( eu e mais dois caras que vão pra Paris ), e os 3 da Supeléc estamos atrás de cartas de encaminhamento, aceite, e uns outros papéis avulsos. No meio tempo, estamos atrás de descobrir se eles pagam ou não curso de francês antes das aulas, um tópico que ficou pouco claro no Edital que eles nos mandaram.

Estamos com o prazo meio curto (até domingo), mas, pelo menos pros Centraliens, já está tudo meio certo, só falta o Coordenador do Projeto (vulgo Serpa) assinar. Pra galera da Supeléc, o buraco tá mais em baixo.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Perdido na Mecânica

Atrás da papelada para o pedido da Brafitec, acabei tendo que me enveredar pelos prédios da Engenharia Mecânica. Sorte minha que, como havia uma reunião marcada na sala do coordenador do projeto, tinha um Centralien pelo prédio (na frente da sala, pra ser bem sincero). Eu ia ter passado muito direto se ele não tivesse me chamado.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Passagem Comprada!

Outro post relâmpago, só pra constar que já estou de passagem comprada. Na verdade, eu comprei semana passada, mas tava tão maluco atrás de tudo que nem lembrei que o blog existia. No caso, eu também fiquei estudando para provas -como deveria estar fazendo agora, já que tenho duas provas essa semana- mas não consigo por nada. 


Hoje eu tô atualizando infinito o blog e mudei até o plano de fundo, tamanha minha vontade de não estudar. Todos os posts desta semana foram feitos hoje ( 3, pra ser bem exato ). Agora, voltando ao assunto...

domingo, 1 de abril de 2012

Viva os cálculos estranhos da UNICAMP!!

Não saber mexer no blogger direito causa alguns probleminhas...
Tipo eu não conseguir programar direito as postagens e não postar a entrada anterior no dia seguinte, e sim uma semana depois, e isso por que vim olhar...


Bem, não consegui Eiffel, mas sou bolsista CAPES do programa Brafitec! Não é tão boa, por durar menos tempo, mas é sensacional!! Após uma breve epopéia de vai não vai com a proficiência em francês, no fim fui selecionado.
O nome do post se deve ao fato de a seleção ter sido feita só pegando a lista de CRP ( Coeficiente de Rendimento Padronizado ) e atribuindo a bolsa aos 3 primeiros que estavam sem Eiffel.
Só vim falar isso mesmo, quando souber mais dos tramites escrevo aqui.


Fim do post Relampago!

sexta-feira, 30 de março de 2012

Pas d'Eiffel

   E, após uma semana de espera estuprando meu pobre botão F5, o veredicto: nem rolou. Meus pais ficaram um pouco preocupados, a linda da Priscila também, até sonhou comigo. Eu mesmo fiquei triste, mas não o suficiente pra parar ao invés de correr atrás do resto.

segunda-feira, 19 de março de 2012

"Na semana do dia 19 de Março"

Essa semana sai o resultado da Eiffel, e todos os futuros Centraliens estão pirando aqui na UNICAMP. No site da Égide ( organização que organiza a bolsa) diz que o resultado sai na "semana do dia 19 de Março". Isso bastará pra que parte de nós fique de segunda a partir da meia-noite apertando F5 freneticamente no site deles. Certeza que é um truque pra ganhar tráfego, só isso explica.


quinta-feira, 8 de março de 2012

Mais Papos com Bixos

Dessa vez eu tive um papo com os meus novos bixos, os 012. Na verdade foram 2 papos, um terça e um hoje (quinta). Na primeira vez, como eu tinha acabado de tirar os sisos e estava todo inchado, deixei um miojo esfriando ( eu só podia comer coisas geladas, foi bem horrível ), e agora todos em casa ficam dizendo que fui "dar uma palestra" e deixei a comida esfriando.
Nessa primeira vez foram só uns 4 bixos, incluindo o cara de Itu, que virou Avatar que nem eu. Na segunda tinha umas 6 pessoas, e 2 bixetes que pareceram estar muito empolgadas.
As tão comentadas "palestras" foram não mais que bate-papos com os bixos, eles tem sempre muitas perguntas, foi até engraçado relembrar quando eu tava na situação deles, perdidão. As perguntas deles foram desde "o que é CR e CRP" até "quais matérias coxas eu pego pra aumentar CR".


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Fim de Férias

Acabo de perceber que fiquei um bom tempo sem passar por aqui. É tudo culpa do 9gag de não ter muito pra contar. Como ainda estou de férias, fora uma viagem pra São Paulo - muito boa por sinal. valeu Lari e Augusto - essa semana, só tenho comido e dormido. E jogado um pouco também, mas nada grandioso nem sequer diferente.

De intercâmbio, a única notícia que rolou foi a chegada da minha Carteira Internacional,  que me permite dirigir mal em vários países. Tem escrito até em árabe nela, muito fera.
Nada de bolsa nem nada perto disso. Notícia de verdade vem só daqui vários dias, quando sair a Eiffel. A Patrícia até fez um contador pra gente não se perder com os dias que faltam.

Pra esperar, só curtindo o Carnaval e o começo das aulas pra esquecer um pouco...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Ganhando uma Vaga nas Centrales - Parte 3


Mais um post sobre as Centrales. Já é o terceiro do conjunto, e dessa vez o plano é falar sobre as temidas entrevistas. Elas são o pavor de muitos, já que a maioria nunca fez uma entrevista.
Este post é meio que suplantado por um papo que rola com o coordenador do CORI, que  dá um apoio pra todo mundo, tipo um "coach". O interesse dele é mandar o máximo que puder pra lá. 
Mas se alguém quiser saber de antemão, fica registrado aqui.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

De um papo no face...

Percebi hoje, num papo no face, que meu blog não tem quase nada de "pessoal", e que estou muito mais preocupado com meus futuros bixos do que com o que tá rolando comigo. Claro que isso só tá rolando porque eu tô com muito tempo livre e tenho me sentido ocupado no 9gag escrevendo posts, mas achei que era bem cabível postar algo sobre mim antes do próximo post.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Ganhando uma Vaga nas Centrales - Parte 2

Voltando aqui pra falar mais um pouco sobre intercâmbios.  A idéia pra este post veio de um papo com um "bixo" que tem me perguntado bastante sobre o processo todo.
Conversando, percebi que parte da dúvida era quanto aos requisitos e época das inscrições. Lá vai, então.
Como eu disse, minha """especialidade""" é Centrales, e conheço um pouco mais da Supeléc porque prestei pra lá, então das outras tenho pouca informação.
No outro post eu falei um pouco das Écoles, agora vou falar em específico dos processos se seleção.
Para todas elas, é importante ter um Currículo (CV ) e uma Carta de Motivação, ambas em inglês ou francês. Agora detalhes de cada uma:


quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Ganhando uma Vaga nas Centrales - Parte 1

Esse é o primeiro post de uma série sobre o processo para participar de um Duplo-Diploma nas Centrales, e um pouco do que eu sei sobre as outas. Logo, é um "guia" bastante específico, levando em conta que eu sei como funciona só pra quem já está na UNICAMP fazendo um curso de Engenharia.


Aprovado





Esse texto tá sendo escrito antes de eu abrir o blog, 
então as datas não conferem de qualquer modo. 
O texto é de 10 de Novembro de 2011.